Área Restrita
Não à reforma da previdência
Imagem2
Imagem 1
Imagem3
Imagem 4
FETAGRO repudia proposta de importação do café
21/02/2017

FETAGRO repudia proposta de importação do café

A FETAGRO, na presença do presidente Fábio Menezes, soma forças com produtores de café do Estado, em manifestação na BR 364, entrada para Rolim de Moura, contra a proposta de importação do café conilon, defendida pelo governo Michel Temer, sob alegação de que não há estoque na industria. A manifestação em Rondônia, que acontece desde a semana passada, reforça atos em outros estados do país para tentar convencer o presidente e o ministro da Agricultura Blairo Maggi a não aprovarem a proposta de importação, na tarde desta terça-feira (21), em reunião da Câmara de Comércio Exterior (Camex). Essa medida resulta, tão somente, na diminuição do preço do café, prejudicando e desvalorizando os produtores. De acordo com os manifestantes, apenas com a especulação sobre a importação já houve queda de cerca de R$ 100,00 na saca de café. Quanto a alegação de não haver estoque, os agricultores produtores de café dizem não ter sustentação, pois nos próximos 30 dias inicia a safra. "O que vemos claramenre nesta tentativa do governo é amparar os empresários, que tiveram suas margens de lucro diminuídas e agora precionam para ganhar dinheiro", disse Fábio Menezes.

MSTTR luta pelo fortalecimento do crédito fundiário e traz coordenação nacional ao Estado
18/02/2017

MSTTR luta pelo fortalecimento do crédito fundiário e traz coordenação nacional ao Estado

Em apenas dois anos, 11 famílias de agricultores familiares tornaram-se donas de suas terras, produtoras de café e maracujá, entre outras culturas, no assentamento Vila Verde, na Linha 188, Km 03 – Sul, município de Rolim de Moura. Somente na propriedade do jovem agricultor Marcos Roberto dos Santos Lobato e de sua esposa, a lavoura de café, em seu primeiro ano, deverá produzir 60 sacas. As famílias produtoras de maracujá somam mais de 830 pés para consumo próprio e comercialização. Essas conquistas foram alcançadas por meio do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), uma política pública consolidada em 2008, no governo Lula, para permitir à trabalhadores rurais adquirirem suas terra e nela viver e produzir. Em Rondônia, desde sua criação, o Programa é assessorado pela FETAGRO e muitas famílias de agricultores familiares mobilizadas e selecionadas para serem beneficiários, a exemplo das famílias do Vila Verde. O acesso à terra, sem dúvida, traz grandes expectativas para melhoria da qualidade de vida no campo.Traz condições de acessar outras políticas públicas, outros benefícios que dignificam a vida no campo. Por isso, qualificar o programa tem sido mais uma luta do MSTTR - FETAGRO e STTRs. E, nesta quarta e quinta-feira (16 e17), uma importante ação foi realizada para o fortalecimento do PNCF no Estado. À pedido da FETAGRO, a coordenadora nacional do PNCF, Raquel Santori, cumpriu agenda de diálogos e visitas a beneficiários. Foram reuniões com os órgãos parceiros na implantação do programa (Seagri, UTE, Banco do Brasil, Banco da Amazônia) e famílias beneficiárias para apresentação à coordenadora Raquel de dados da execução do Programa no Estado, o apontamento de alguns impasses relacionados ao repasse dos recursos para a aquisição de terras e a necessidade de reformulação nas condições e operacionalizações do PNCF. Também foram realizadas visitas à propriedades do crédito fundiário em Candeias do Jamari, no Assentamento Rancho Alegre; em Rolim de Moura, Assentamento Vila Verde; e em Primavera de Rondônia, Assentamento Aprane. Conhecer a realidade do PNCF no Estado de Rondônia foi para a coordenadora Raquel Santori uma “experiência de grande satisfação”. Santori reconheceu a importância do PNCF para a melhoria de vida de muitos agricultores, principalmente após ver as famílias nas terras, produzindo com qualidade e gerando renda. “Volto para Brasília ainda mais entusiasmada em trabalhar por este programa, para que ele possa atender muito mais trabalhadores rurais aqui em Rondônia e em todo o Brasil”. Mas, tão importante quanto o entusiasmo, foi o comprometimento da coordenadora em buscar solucionar, o mais breve possível, problemas específicos em alguns processos de contratação do programa, principalmente nos repasses dos recursos; e sua compreensão de que o programa precisa passar por reformulação para melhor assistir futuros beneficiários. Raquel Santori também reconheceu que é salutar a participação da FETAGRO e dos Sindicatos na implementação do programa, especialmente com a apresentação de proposições para uma reformulação. “Precisamos sim rediscutir a regionalização, compreender melhor as necessidades locais e analisar suas proposições, e, desta forma, fazermos o PNCF fluir, ter agilidade e eficácia. Vamos trabalhar para qualificar o meio rural”, afirmou. O presidente da FETAGRO, Fábio Menezes, destacou a importância da presença da coordenadora nacional, principalmente diante do momento político com perda de importantes políticas públicas. “O programa de crédito fundiário é uma das políticas priorizadas pelo MSTTR. E essa oportunidade é muito importante para fazermos o PNCF estar mais forte”, disse. Fábio defendeu a reformulação do programa para que ele venha com melhor efetivação de créditos, melhor capacitação dos que o implementam e seja mais célere. Nas oportunidades, Fábio reconheceu também a importância da parceria da Seagri, da UTE, dos Sindicatos e das prestadoras de assistência técnica como Emater e Plantec. Ressaltou também a participação ativa do deputado estadual Lazinho da Fetagro nas discussões, defendendo e contribuindo para o fortalecimento do PNCF.

FETAGRO promove agenda com coordenadora nacional do PNCF
16/02/2017

FETAGRO promove agenda com coordenadora nacional do PNCF

O presidente da FETAGRO Fábio Menezes e o assessor Juvenal Chagas recepcionaram nesta quinta-feira (16) a subsecretária da Subsecretaria de Reordenamento Agrário (SRA) da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), Raquel Santori, também coordenadora do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), na capital Porto velho, para uma extensa agenda de diálogo e visitas a propriedades conquistadas via o PNCF . A agenda foi uma proposta da Federação à subsecretária, durante encontro que discutiu o crédito fundiário, no mes de dezembro, em Brasília. Em Porto Velho, nesta manhã, foi realizada uma reunião com a participação da Seagri, Unidade Técnica Estadual (UTE), Banco do Brasil e Banco da Amazônia, onde foi apresentado à coordenadora dados da execução do Programa no Estado e apontados alguns impasses relacionados ao repasse dos recursos para a aquisição de terras por trabalhadores rurais. Nesta tarde, seguiram para Candeias do Jamari, para averiguarem e buscar solução para um problema com o repasse do Subprojetos de Investimento Comunitário (SIC) à Associação Nova Esperança, no Assentamento Rancho Alegre, onde o PNCF contemplou 157 famílias. Na sexta-feira (17) estarão reunidos em Rolim de Moura com beneficiários, Associações de Produtores Rurais, Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais e outros parceiros do programa. Também serão realizadas visitas a assentamentos em Rolim de Moura e Primavera. De acordo com Fábio Menezes, a vinda da coordenadora nacional do PNCF é de suma importância para o fortalecimento do programa no Estado. “Solicitamos a presença da Raquel Santori para que ela pudesse conhecer a realidade do programa no Estado e discutir conosco uma nova alternativa de repasse do recurso para as associações que não foram contempladas”, disse. Para o presidente, a ocasião é positiva e produtiva, uma vez que a federação, como entidade de mobilização do PNCF no Estado, terá a oportunidade de incidir na reformulação do programa. “É uma oportunidade valiosa, pois poderemos fazer proposições a algumas questões que a gente acredita que o programa precisa melhorar e avançarmos com o PNCF”, afirmou. Fábio destacou ainda que a entidade como meta para este ano, contratar 1200 famílias em Todo Estado. “Mas, para isso, faz-se necessário ajustar questões com o Banco do Brasil, discutir o Pronaf A com o Banco da Amazônia e fortalecer a parceria com UTE e a própria Sead”. A secretária adjunta da Seagri, Mary Braganhol, ao cumprimentar a subsecretária e a Federação pela iniciativa, ressaltou a importância da agenda para fortalecer a implantação do programa e garantir demandas futuras que já estão levantadas, bem como para qualificar a execução do PNCF no Estado. Crédito Fundiário O Programa Nacional de Crédito Fundiário – PNCF é uma política pública do Governo Federal criada para que os agricultores familiares sem terra ou com pouca terra possam adquirir imóveis rurais, através de recursos do Fundo de Terras e da Reforma Agrária (FTRA). O programa funciona como uma política complementar à reforma agrária, uma vez que permite a aquisição de áreas que não são passiveis de desapropriação, contribuindo com a redução da pobreza no meio rural, com desenvolvimento sustentável e com a melhoria da renda e da qualidade de vida dos agricultores familiares.

FETAGRO e STTR’s premiam agricultores com mensalidades em dia
11/02/2017

FETAGRO e STTR’s premiam agricultores com mensalidades em dia

Como reconhecimento à fidelidade de agricultores (as) familiares sócios (as) do Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais com o pagamento de suas mensalidades, a FETAGRO e os Sindicatos premiaram, na última sexta-feira (10), dez sócios (as) com um televisor LED de 40 polegadas para cada. A premiação fez parte da Campanha de Sindicalização e Quitação de Mensalidades, promovida no ano de 2016. A campanha, explica o secretário de Finanças e Administração da FETAGRO Antonio Samasquini (Toninho), objetivou conscientizar o agricultor familiar sobre a importância de se tornar sócio do Sindicato, bem como estimular os trabalhadores e trabalhadoras rurais a manterem-se em dia com as mensalidades. “Os nossos sócios(as), trabalhadores (as) rurais na agricultura familiar, são a razão de nossa organização sindical e de nossas lutas por qualidade de vida no campo. Eles acreditam no MSTTR e mantém nossas atividades em defesa da agricultura familiar. Reconhecemos a importância de cada um(a) e somos gratos pela confiança e companheirismo”, disse. O sorteio aconteceu no encerramento da Plenária Ordinária do Conselho Deliberativo da FETAGRO, em Ji-Paraná, com transmissão ao vivo pela página da FETAGRO na rede social Facebook, sob condução do presidente da entidade Fábio Menezes. Na ocasião, o presidente, satisfeito com o resultado da campanha, parabenizou e agradeceu aos STTRs filiados pelo empenho na ação e anunciou nova premiação para 2017 aos sócios (as) em dia com suas mensalidades. “Filiado ao STTR, o trabalhador rural passa a fazer parte de uma entidade forte, atuante na busca de políticas públicas que atendam as suas necessidades e fortaleçam a agricultura familiar. Essa ação vem ao encontro da necessidade de união e organização dos trabalhadores para serem melhor representados”, observou Fabio Menezes. Ganhadores (as) Auzeni da Silva Santana – Jaru Afra Mateus da Silva Venâncio - Alvorada do Oeste Maria das Neves Ferreira – Cacoal Alfredo José Barbosa – Corumbiara João Maria Martins Moreira – Cerejeiras Olandina de Amorim Bragana – São Francisco do Guaporé Lídia Nonato Cavalcante – São Miguel do Guaporé Maria de Lourdes Dolci Schimitt – Nova Mamoré Aguilar Lorencini – Seringueiras Alini Nogueira da Silva - Vilhena

FETAGRO e STTR’s em defesa da Previdência Social
01/02/2017

FETAGRO e STTR’s em defesa da Previdência Social

p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; } Dirigentes da FETAGRO e dos STTR’s estabeleceram ações contra a Reforma da Previdência Social contida no Projeto de Emenda a Constituição – PEC 287/2016 do governo federal, durante encontro realizado na sede da Federação, em Ji-Paraná, na última segunda-feira (30/01). No Encontro, que contou com a participação do deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT) e da secretária de mulheres da CONTAG, Alessandra Lunas, os dirigentes sindicais aprofundaram as análises sobre a PEC 287 e puderam reafirmar o quão ameaçadora é a proposta para a categoria dos trabalhadores rurais e agricultores familiares, uma vez que propõe a retirada de direitos previdenciários conquistados. Entre as ações planejadas, que deverão ser municipais e estadual, estão: a busca de outras entidades parceiras; trabalho de esclarecimento e conscientização da base; articulação junto aos poderes legislativo e executivo, nas esferas municipal, estadual e federal. Uma grande mobilização em nível estadual para chamar a atenção da sociedade e autoridades políticas sobre a PEC e seus danos à classe trabalhadora, também está prevista. O deputado Lazinho da Fetagro, convicto de que a PEC é um desmonte, garantiu apoio às ações e assegurou a realização de uma Audiência Pública na Assembleia Legislativa para tratar da questão com todo poder público e sociedade. Alessandra Lunas, reportou o repúdio da CONTAG à reforma da Previdência, bem como informou sobre suas estratégias e engajamento na tentativa de impedir que esta proposta seja aprovada como está, conclamando ao MSTTR de Rondônia sua força para eta luta. O presidente da FETAGRO, Fábio Menezes, enfatizou que somente com a união de todos será possível uma luta consistente e justa para reverter esta proposta e garantir que não haja nenhum direito a menos aos trabalhadores. PEC 287/2016 Em dezembro de 2016, a Presidência da República encaminhou ao Congresso Nacional a Proposta de Emenda Constitucional-PEC nº 287/2016, que trata da reforma da Previdência Social, alegando a existência de déficit no sistema, com medidas que vão dificultar ou impedir o acesso dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros aos benefícios previdenciários. Entre outras medidas, a proposta apresentada pelo governo acaba com a diferença de idade para aposentadoria hoje existente, igualando urbanos e rurais, homens e mulheres, em 65 anos;amplia de 15 para 25 anos o tempo mínimo de contribuição (carência) para acesso à aposentadoria; estabelece a obrigatoriedade de contribuição direta e individualizada dos agricultores e agricultoras familiares/segurados especiais para terem acesso aos benefícios previdenciários; propõe desvincular do valor do salário mínimo os benefícios de pensão por morte e os benefícios assistenciais de prestação continuada. Se tais propostas forem aprovadas, serão enormes os prejuízos para os trabalhadores e trabalhadoras rurais e para a economia de milhares de municípios brasileiros. Fonte: Assessoria FETAGRO

EDITAIS DE CONVOCAÇÃO - STTR DE ALVORADA DO OESTE
20/02/2017

EDITAIS DE CONVOCAÇÃO - STTR DE ALVORADA DO OESTE

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Alvorada do Oeste convoca todos os membros da categoria profissional de trabalhadores e trabalhadoras rurais para Assembleia Geral de Eleição, a ser realizada no dia 25 de março de 2016, no Esporte Clube Alvorada, com início em primeira convocação às 10h20. O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Alvorada do Oeste convoca todos os membros da categoria profissional de trabalhadores e trabalhadoras rurais para Assembleia Geral de Prestação de Contas, a ser realizada no dia 25 de março de 2016, no Esporte Clube Alvorada, com início em primeira convocação às 8 horas.

FETAGRO reúne-se com novo superintendente do IBAMA
15/02/2017

FETAGRO reúne-se com novo superintendente do IBAMA

A Diretoria Executiva da FETAGRO, representada pelo presidente Fábio Menezes, pelo secretário de Políticas Sociais Ecimar Viana e pelas secretárias Creonice Vilarim, Meio Ambiente, Izabel de Oliveira, Mulheres, e Rosiléia Inácio, Formação e Organização Sindical, reuniram-se, na manhã desta quarta-feira (15), em Porto Velho, com o novo Superintende do Instituo Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) em Rondônia, Carlos Alberto Paraguassu Chaves. A ocasião teve o intuito de fomentar o diálogo entre a Federação e o órgão, considerando a importância de apresentar, ao novo gestor, a FETAGRO e sua representatividade pela classe trabalhadora rural, pela agricultura familiar e seu...

STTR de Corumbiara homenageia pioneiros e celebra 25 de emancipação do município
14/02/2017

STTR de Corumbiara homenageia pioneiros e celebra 25 de emancipação do município

Esta segunda-feira, dia 13, foi especial para o município de Corumbiara e toda sua população. O município comemorou 25 anos de emancipação político-administrativa. E o STTR, em parceria com a Prefeitura, teve a iniciativa de homenagear os pioneiros do município, num evento marcado pelo reconhecimento e agradecimento aos primeiros moradores, pela emoção das muitas histórias que compõem Corumbiara, pela confraternização e diversão a todos os presentes. O evento foi chamado de 1º Encontro dos Pioneiros de Corumbiara, com comemorações alusivas ao aniversário do município. A iniciativa, relata o pioneiro e secretário de Meio Ambiente do Sindicato Daniel Antônio de Carvalho, é uma forma de...

EDITAL - CONSELHO DELIBERATIVO DA FETAGRO
18/01/2017

EDITAL - CONSELHO DELIBERATIVO DA FETAGRO

Ficam convocados por este Edital, de acordo com o que rege o Estatuto Social da FETAGRO, todos os Conselheiros e Conselheiras dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais para a Plenária Ordinária do Conselho Deliberativo da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Rondônia – FETAGRO, que será realizada nos dias 07, 08, 09 e 10 de Fevereiro de 2017, no Auditório do Laboratório Escola de Fitoterapia e Centro de Formação de Agricultores, localizado na Avenida Edson Lima Nascimento (Linha 94 – RO 472), Lote Urbano 08, Loteamento Jardim São Cristóvão – Ji-Paraná/RO, com início às 19h00min do dia 07 e término previsto para as 14h00min do dia 10.

12º CONGRESSO DA CONTAG - LEVANTAR AS BANDEIRAS DE LUTA E FORTALECER A ORGANIZAÇÃO SINDICAL DA AGRICULTURA...
16/01/2017

12º CONGRESSO DA CONTAG - LEVANTAR AS BANDEIRAS DE LUTA E FORTALECER A ORGANIZAÇÃO SINDICAL DA AGRICULTURA...

p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; } Levantar as bandeiras de luta e fortalecer a organização sindical da agricultura familiar! Esse é o lema do 12º Congresso Nacional de Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (12º CNTTR), que ocorrerá nos dias 13 a 17 de março de 2017, em Brasília (DF). O Congresso da CONTAG é a maior instância de deliberação do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR). E, ao longo da trajetória de 53 anos da CONTAG, esse será um dos congressos mais desafiadores, pois aprovará os rumos para a representação específica da agricultura familiar, um cenário totalmente novo para o MSTTR, que sempre foi uma categoria eclética, representando...

Convênio garante veículo, móveis e equipamentos para o Centro de Formação
13/01/2017

Convênio garante veículo, móveis e equipamentos para o Centro de Formação

p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; } Em dezembro, o governo de Rondônia, via Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), e o prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires, assinaram convênio no valor de R$ 479 mil, em atenção à emenda parlamentar do deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT), para a compra de veículos, móveis e equipamentos do Centro de Formação de Agricultores em Jí-Paraná. O Centro de Formação está sob administração da FETAGRO, conforme insere o Termo de Autorização de Uso assinado pela prefeitura municipal, em 2012, atendendo a uma antiga reivindicação do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais em capacitar produtores rurais. De acordo com o presidente...

Governo Temer quer acabar com a reforma agrária
09/01/2017

Governo Temer quer acabar com a reforma agrária

Somente com muita luta, em 2017 poderemos impedir a onda de retrocessos e a retirada de direitos. Uma das ofensivas do governo ilegítimo de Michel Temer e do Congresso Nacional para consolidar o golpe e ampliar os retrocessos contra a população brasileira é atacar e inviabilizar a realização da reforma agrária, como mais uma forma de fortalecer o mercado e o capital internacional com o repasse de terras e bens naturais. Este é um momento preocupante, com poucas possibilidades de avanços na questão agrária por conta deste contexto em que há uma deliberação política de retirar direitos da classe trabalhadora e desmontar o Estado. Na reforma agrária, isto se evidencia, principalmente, pelo fim do Ministério do Desenvolvimento...

CONTAG é contra a Reforma da Previdência proposta pelo governo que inviabiliza a aposentadoria rur...
06/01/2017

CONTAG é contra a Reforma da Previdência proposta pelo governo que inviabiliza a aposentadoria rur...

A Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG) vem a público manifestar-se firmemente contrária à proposta de Reforma da Previdência Social nos termos apresentada pelo Governo através da Proposta de Emenda Constitucional - PEC 287/2016. A PEC 287 inviabiliza o acesso dos trabalhadores e trabalhadoras rurais à aposentadoria na medida em que eleva a idade de acesso a este benefício para 65 anos e equipara esta mesma idade para homens e mulheres. Isso significa desconhecer a realidade e as condições de trabalho a que são submetidos os agricultores e as agricultoras, cuja expectativa de vida, em muitos municípios, não chega a 70 anos de idade. Não bastasse isso, a PEC 287 ainda traz a exigência de 25 anos de contribuição...

Abaitará abre processo de ingresso nos cursos Técnicos Integrados
29/12/2016

Abaitará abre processo de ingresso nos cursos Técnicos Integrados

O Instituto Estadual de Educação Rural Abaitará, comunica aos estudantes concluintes do Ensino Fundamental que estão abertas as pré-matrículas para os cursos técnicos integrados ao Ensino Médio - 2017/1. São 200 vagas para os cursos de Agropecuária, Agroecologia, Agronegócio, Aquicultura e Informática. Os cursos, gratuitos, são integrais na modalidade de Internato e Semi-Internato. O período de pré-matrículas é de de 28/11 a 09/12, na sede do Instituto Abaitará ou pelo telefone 9.8104 5709 ou pelo através deste formulário online: https://goo.gl/forms/lt0dmDhbx1e1yY993 O Instituto Abaitará, com sede a RO 010, KM 32, Pimenta Bueno, conta com uma equipe de profissionais especialistas, mestres e doutores...