Área Restrita
Não à reforma da previdência
Imagem2
Imagem 1
Imagem3
Imagem 4
FETAGRO DESEJA UM FELIZ NATAL E UM PROSPERO ANO NOVO
20/12/2019

FETAGRO DESEJA UM FELIZ NATAL E UM PROSPERO ANO NOVO

A Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Rondônia – FETAGRO agradece a todos e todas pela parceria e companheirismo em mais ano de trabalho e de luta contra o retrocesso de direitos, por soberania e segurança alimentar, com garantia de acesso a terra, trabalho e renda, em defesa da democracia e Justiça Social. Em tempo comunicamos que FETAGRO ENTRARÁ EM RECESSO hoje, 20 de Dezembro de 2019, e retornará as atividades no dia 20 de Janeiro de 2020. Desejamos a todos e todas, diretores e diretoras, colaboradores e colaboradoras, STTRS, Associados e Associadas, a toda a equipe da CRESOL e da UNICAFES, fornecedores e demais parceiros, um FELIZ NATAL e um PRÓSPERO ANO NOVO, que neste ano que se inicia Deus nos dê muita Paz, Amor, e Saúde. Que possamos renovar nossas esperanças e forças para lutar pela construção de mundo mais justo e igualitário para todos e todas, são os votos da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Rondônia – FETAGRO. FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO. JUNTOS SOMOS FORTES.

STTR DE CEREJEIRAS E PIMENTEIRAS REALIZA ASSSEMBLEIA DE AVALIAÇÃO E PLANJAMNETO
14/12/2019

STTR DE CEREJEIRAS E PIMENTEIRAS REALIZA ASSSEMBLEIA DE AVALIAÇÃO E PLANJAMNETO

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Cerejeiras e Pimenteiras realizou assembléia de avaliação e planejamento, discutindo junto com os associados (as) o fortalecimento da entidade e a proteção da categoria que enfrente momentos difíceis. Na avaliação o STTR destacou a importância da resistência e ações de massa para evitar que a reforma da previdência atingisse os trabalhadores rurais. Gil Fagundes Secretário de Jovens da FETAGRO destacou que “com a luta dos STTRS, da FETAGRO e da CONTAG nós evitamos que a reforma da previdência prejudicasse os segurados especiais. Na Marcha das margaridas nos barramos as possíveis alterações no Senado”. O Presidente do STTR registrou ainda as mudanças nos procedimento para encaminhamento dos benefícios previdenciários, que demora mais de 01 ano para conceder um beneficio, lamentou a aprovação da reforma trabalhista e reforçou a necessidade dos trabalhadores (as) rurais fortalecerem a participação do sindicato. “para conseguirmos barrar os retrocessos que ameaçam a agricultura familiar precisamos de um sindicato forte e atuante. Precisamos da colaboração e participação dos associados (as) reforçou o Presidente Divino Borges. Dentre as principais ações planejadas para 2020 destacou-se a participação dos jovens no Festival Nacional de jovens que acontecerá em Abril de 2020, a realização da Festa em Comemoração aos 31 anos de fundação do STTR de Cerejeiras e Pimenteiras, realização de assembléia eleitoral e ampliação do trabalho de base para dialogar com os trabalhadores (as) rurais sobre as mudanças que afetam diretamente a vida a agricultura familiar, dentre elas a realização do CNIS, as mudanças no ITR, as exigências para emissão de Nota fiscal Eletrônica do produtor rural e outras que estão relacionadas ao dia a dia associado (a). O presidente Divino também destacou o inicio funcionamento da Escola Familia Agrícola Manoel Ribeiro, que iniciara o atendimento aos alunos do campo em 2020. “Nós batalhamos muito para que a escola abrisse as portas e começasse ofertar uma educação campo diferenciada e que valorize a agricultura familiar” disse o presidente. Mais informações sobre o funcionamento da EFA Manoel Ribeiro o sindicato está a disposição. Também foi falado sobre as ações do mandato do Deputado Lazinho da FETAGRO, destacando a aprovação da Lei de Pagamento por Serviços Ambientais, aprovada e em processo de regulamentação. Destaque também para a lei que regulamenta as práticas populares de saúde, dentre elas a Homeopatia, que aguarda regulamentação do governo do Estado.

DIRIGENTE DA FETAGRO PARTICIPA DE INTERCAMBIO NO CHILE
10/12/2019

DIRIGENTE DA FETAGRO PARTICIPA DE INTERCAMBIO NO CHILE

A Secretária de Formação da FETAGRO Rosiléia Inácio participou de um intercambio com a Agricultura Familiar Chilena, promovido pela CONTAG em parceria com MUCECH – Movimento Unitário Campesino e Etnias do Chile e INDAP – Instituto de Desenvolvimento Agropecuário, organizações chilenas que atuam com agricultura familiar. Participaram ainda do intercambio, representantes das demais federações, assessores da CONTAG e a Secretária de Mulheres da CONTAG Mazé Moraes. O objetivo do intercambio foi à identificação e disseminação de experiências exitosas, construção espaços de trocas de conhecimento e cooperação técnicas entre organizações para fortalecer as experiências dos dirigentes e conhecer outras formas de organização e representação sindical. No itinerário do intercambio foram visitadas experiências de organização sindical, destacando a visita ao Sindicato de Putaendo, visita a propriedades que trabalham com fruticultura e visita ao Comitê Água Potável – Associação com mil famílias de agricultores que ganharam na justiça o direito de utilizar a água para a agricultura e para o consumo humano, pagando um valor menor que o preço de mercado. Também realizada visita ao Escritório Regional da FAO – Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação. “Uma das visitas mais interessantes foi a visita Vinha Santa Adela, que trabalha com a produção de vinhos artesanais, sem o uso de veneno, com a participação dos filhos, em apenas um hectare de terra, preservando a cultura local”, destacou Rosiléia. Outra importante experiência é a Tenda da Agricultura familiar, localizado na Capital Santiago, nas proximidades dos Ministérios, onde são comercializados os diversos produtos da Agricultura Familiar chilena. “É também uma forma do poder publico ver e saborear a produção da agricultura familiar” reforçou a dirigente. Rosiléia destacou que os agricultores familiares chilenos encontram diversas dificuldades, dentre elas a escassez de água e necessidade de pagar um valor altíssimo para utilizar a água na atividade agropecuária, não acessam políticas publicas de apoio e incentivo a produção, entretanto, as pequenas áreas são todas produtivas. Ressaltou ainda que o sindicalismo atravessa momentos muitos difíceis, especialmente na defesa dos agricultores, pela construção de políticas publicas e pela estatização da água. Outra demanda política é a realização de uma Assembléia Nacional Constituinte para a construção de uma Constituição Federal que assegure direitos sociais.

FETAGRO REALIZA REUNIÕES PARA DISCUTIR CONTRATAÇÕES DO CRÉDITO FUNDIÁRIO
03/12/2019

FETAGRO REALIZA REUNIÕES PARA DISCUTIR CONTRATAÇÕES DO CRÉDITO FUNDIÁRIO

O Secretário de Política Agrária Marcio Viana realizou nesta segunda (02) reuniões em Porto Velho para definir calendário e estratégia para assinatura das 374 propostas do Credito Fundiário, que já foram aprovadas pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural - CEDRS e estão internalizadas no Banco do Brasil aguardando assinatura. Em reunião o Superintendente do Banco do Brasil assumiu o compromisso de agilizar o encaminhamento das propostas que ainda não foram protocoladas no banco e se propôs em dialogar CENOP, setor responsável pela geração dos contratos, para que na data definida pela FETAGRO e pela UTE os beneficiários possam realizar assinatura. A resolução nº 4.735/2019 do Banco Central do Brasil determinou que as propostas em tramitação devem ser assinadas até 31 de Dezembro de 2019. Também foi discutido com o Banco do Brasil os atrasos nos pagamentos do recurso para Assistência Técnica e Extensão nas unidades produtivas, que se encontram em atraso para a maioria das empresas. O superintendente solicitou um relatório atualizado os pagamentos pendentes e assumiu compromisso de fazer gestão junto ao setor competente e realizar os pagamentos devidos. Na reunião com o Secretário de Estado de Agricultura Evandro Padovani discutimos sobre os efeitos da resolução 4.735/2019 Padovani propôs realizar um grande evento para a assinatura o contrato, podendo contar com a presença da Ministra da Agricultura, como forma de fortalecer nacionalmente o PNCF. A proposta de data para a assinatura dos contratos é de 21 de Dezembro em Ji-Paraná. Marcio Viana faz o balanço de que as reuniões foram extremamente positivas, uma vez que o Banco do Brasil se dispõe em agilizar a geração dos contratos e o Governo do Estado assumiu também o compromisso de realizar o evento para as assinaturas dos contratos. Segundo Marcio “é necessário fazer todo o esforço possível para fazer a assinatura para evitar que todo o trabalho realizado não seja perdido. Vamos fazer um esforço para que as pendências sejam sanadas ainda esta semana”. Tramitam na unidade técnica propostas de aquisição pelo Credito Fundiário que atenderão 374 famílias de trabalhadores sem terra em Rondônia. Marcio Viana realizou também visita ao Gabinete do Deputado Lazinho onde tratou sobre o evento para a assinatura dos contratos do Credito Fundiário e discutiu também a regulamentação da Lei de Pagamentos por Serviços Ambientais que esta em processo de regulamentação. Esteve também com o novo Superintendente do INCRA Ederson Littig que assumiu a superintendência há poucos dias. Marcio apresentou as principais pautas do movimento sindical, falou sobre o Acordo de Cooperação Técnica para a emissão de DAP que esta em execução e reafirmou o compromisso de dialogo e parceria da FETAGRO com o INCRA.

FETAGRO E STTRs PARTICIPAM DO 16º CONGRESSO ESTADUAL DA CUT/RO
29/11/2019

FETAGRO E STTRs PARTICIPAM DO 16º CONGRESSO ESTADUAL DA CUT/RO

O 16º Congresso Estadual de CUT, que acontece nos dias 29 e 30 de Novembro, no centro de formação da FETAGRO, tem a tarefa de avaliar as ações desenvolvidas pela Central Única e reprogramar as lutas diante da atual conjuntura de reformas e retrocesso. O Congresso também elegerá a nova diretoria da Cut Rondônia. Participam do Congresso trabalhadores e trabalhadoras de todo o estado, membros de varias categorias, dentre elas, os servidores municipais, bancários, urbanitários – que reúne trabalhadores do setor de energia e saneamento, educação, construção civil, vigilante, telecomunicações, trabalhadores em entidades sindicais, dentre outros. Os trabalhadores rurais, que também participam do congresso, representam a maior delegação em numero de delegados. Alessandra Lunas, presidente da FETAGRO, registrou a satisfação em receber o congresso da CUT, enfatizou o papel de luta e de articulação das outras categorias frente ao momento que atravessa o país e reafirma o compromisso dos trabalhadores rurais em fortalecer a Central Única dos Trabalhadores. O Presidente da CUT Nereu Klosinski reforça o papel do congresso como um momento de fortalecer a unidade entre os trabalhadores do campo, avaliar os impactos das medidas tomadas pelo governo e pelo congresso nacional nas diferentes categorias e estabelecer uma plataforma de lutas que possibilidade a retomada dos direitos retirados em sua grande maioria na reforma trabalhista e reforma da previdência e outras medidas que tem como intenção a retirada dos direitos da classe trabalhadora. O Congresso elegerá a nova diretoria da Cut Rondônia para os anos de 2019 a 2023. A eleição está prevista para o dia 30 de Novembro às 15 horas da manha. A posse da direção eleita acontecerá no mesmo dia, após a apuração do resultado.

Behind the smokescreen in the Amazon, the fighting people resist! Letter from organizations that live...
14/10/2019

Behind the smokescreen in the Amazon, the fighting people resist! Letter from organizations that live...

We union leaders, representatives of rural workers family farmers, organized through the 369 Rural Workers Unions and 07 federations of the Northern region, affiliated with the CONTAG Confederative System and CUT, and several partner organizations subscribed below, come to public to denounce what really has caused the great burning in the Amazon and the impacts generated in the lives of the populations living here. The Amazon has been experiencing a process of unbridled occupation over the years, driven by the greed of large enterprises that, in the name of so-called "development", threatens the community territories in the face of the flexibility of command-control actions, pressure on protected areas, expansion of the agricultural frontier and large infrastructure projects such as ports, railways, liming of rivers to provide conditions...

¡Detrás de la cortina de humo, la gente en lucha resiste! ¡Carta de las organizaciones que viven y...
14/10/2019

¡Detrás de la cortina de humo, la gente en lucha resiste! ¡Carta de las organizaciones que viven y...

Nosotros, liderazgos sindicales, representantes de los trabajadores rurales agricultores y agricultoras familiares, organizados a través de los 369 Sindicatos de Trabajadores y Trabajadoras Rurales y las 07 federaciones de la región Norte, afiliados al Sistema Confederativo CONTAG y a la CUT, y varias organizaciones asociadas suscritas abajo, venimos a público denunciar lo que realmente ha causado la gran quema en la Amazonia y los impactos generados en las vidas de las poblaciones que viven aquí. La Amazonia ha estado viviendo un proceso de ocupación desenfrenada a lo largo de los años, impulsado por la avaricia de las grandes empresas que, en nombre del un llamado "desarrollo", amenaza los territorios de la comunidad frente a la flexibilidad de las acciones de control de mando, la presión...

Derrière l'écran de fumée, le peuple combattant résiste!  Lettre d'organisations qui vivent et se...
14/10/2019

Derrière l'écran de fumée, le peuple combattant résiste! Lettre d'organisations qui vivent et se...

Nous, dirigeants syndicaux, représentants des travailleurs ruraux et familiaux, organisés par des 369 syndicats de travailleurs ruraux et de 07 fédérations de la région du Nord du Brésil, affiliés au système confédératif CONTAG et à la CUT-Brasil, et à plusieurs organisations partenaires abonnées ci-dessous, nous dénonçons ce qui a réellement causé les grandes incendies en Amazonie et les impacts dans la vie des populations qui y vivent. L’Amazonie a connu au cours des années un processus d’occupation effrénée, motivé par l’avidité des grandes entreprises qui, au nom du prétendu "développement", menacent les territoires de la communauté face...

NOTA DE FALECIMENTO
27/09/2019

NOTA DE FALECIMENTO

Com profundo pesar a Família FETAGRO comunica o falecimento do senhor Urias Sergio Dultra, agricultor familiar, sócio fundador do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Ji-Paraná, da comunidade eclesial de base Santos Anjos, Paróquia São Sebastião, do partido dos trabalhadores (PT) de Ji-Paraná e também, do associativismo e cooperativismo do município. Atuando sempre na luta pela organização social da agricultura familiar e da agroecologia. A Família FETAGRO manifesta seu apoio e solidariedade aos familiares e amigos, ressaltando sua participação para o fortalecimento do MSTTR do estado de Rondonia. Pedimos a Deus que os confortem neste momento de dor e luto. Família FETAGRO

Década da Agricultura Familiar no Brasil é lançada na Câmara dos Deputados
16/09/2019

Década da Agricultura Familiar no Brasil é lançada na Câmara dos Deputados

Década da Agricultura Familiar no Brasil é lançada na Câmara dos Deputados Ato foi marcado pelo reconhecimento da importância do setor para o País e pela denúncia de retrocessos que impactam negativamente a vida e trabalho dos homens e mulheres do campo. A grandiosidade da Agricultura Familiar foi reconhecida e valorizada na Comissão Geral realizada na manhã desta quarta-feira (11), no Plenário Ulysses Guimarães da Câmara dos Deputados, com o lançamento da Década da Agricultura Familiar no Brasil. A Década foi instituída pela ONU, com lançamento mundial em maio, na Itália, e latino-americano em agosto, na República Dominicana. A atividade foi coordenada pela Frente Parlamentar da Agricultura Familiar, em especial...

FETAGRO ALERTA SOBRE IMPACTOS DA MUNICIPALIZAÇÃO DO  ITR
16/09/2019

FETAGRO ALERTA SOBRE IMPACTOS DA MUNICIPALIZAÇÃO DO ITR

NOTA FETAGRO ALERTA SOBRE IMPACTOS DA MUNICIPALIZAÇÃO DE COBRANÇA E FISCALIZAÇÃO DO ITR A Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Rondônia – FETAGRO, manifesta grande preocupação com as mudanças que vem ocorrendo na forma de cobrança do ITR - Imposto Territorial Rural, que apesar de ser um imposto federal, a partir da Emenda Constitucional nº 42 de 19 de Dezembro de 2003, criou a possibilidade de ser cobrado e fiscalizado pela Receita Federal em parceria com os municípios que firmarem convênios. Esta delegação tem causado sérias preocupações a FETAGRO que tem acompanhado essa discussão em todo o estado, especialmente nos municípios onde o convênio...